Páginas

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

UM DIA NO OCEANO

Um dia eu e meu amigo Gabriel estávamos em um submarino quando vimos três serpentes, dois tubarões, cinco peixinhos e um mergulhador.
Paramos o submarino e vimos as cobras atacar o mergulhador, mas ele conseguiu escapar, entrou no nosso submarino e pediu ajuda, rapidinho empurramos ele para fora do submarino porque na verdade ele era um vilão.  Os tubarões comeram ele, ficamos com dó do mergulhador, mas não podíamos ajudar ele.
Mas continuamos nossa jornada e os tubarões atacaram os peixinhos e comeram todos de uma vez só.
Nosso submarino começou a afundar do nada, começou a encher de água e a polícia chegou e salvou a gente e cada um foi para sua casa.        
AUTOR: CAUÃ DE SOUZA VIEIRA.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

OS MENINOS E A GRANDE AVENTURA

Um dia dois meninos estavam indo á praia e encontraram um velhinho que quis levá-los, mas nem um dos meninos sabia que ele se fingia de bonzinho para enganar as pessoas. E os meninos acharam estranho o jeito do velhinho, perceberam que ele poderia ser mau, decidiram ir embora da ilha, eles ficaram com medo de nunca mais ver seus pais e irmãos. Mas quando tentaram fugir o velhinho prendeu os dois em uma cabana abandonada.  Dois dias depois os meninos com fome, sede e muito medo resolveram gritar pedindo ajuda, por sorte um turista ouviu os gritos e resolveu ajudar os meninos, soltou os dois e levou de volta para suas casas.
O velhinho desapareceu e ninguém soube mais dele.
Os meninos prometeram nunca mais voltar naquela ilha.

Produzido e ilustrado por:  Gustavo e Hevellem - alunos do 1º ano A Ciclo II.

AS AVENTURAS DE WALLACE E GUILHERME

Certo dia, um menino que se chamava Wallace, estava perdido na floresta e encontrou outro menino que se chamava Guilherme. Começaram uma longa aventura... quando encontraram uma lancha e um olhou para cara do outro  e  Guilherme perguntou  para  Wallace:
─Você sabe pilotar uma lancha?
Wallace respondeu:
─Não custa nada tentar.  Como se liga uma lancha?
─Na chave. Tá bom, então lá vamos nós - disse Wallace.
─Olha, tem muitos peixes por aqui - disse Guilherme.
─É verdade, Guilherme - disse Wallace.
─Olha uma ilha, vamos parar nela!
Então os dois meninos pararam na ilha. Guilherme perguntou:
─Você já morava aqui?
─Não.
─A minha casa é do outro lado do rio, vamos até lá, me deixaeu dirigir?
─Sim, disse Guilherme.
Quando os dois meninos chegaram lá tinha um dragão e Guilherme deu um passo para trás, o dragão começou a soltar fogo pela boca.  Os dois meninos correram e viram uma pedra, então pegaram a pedra e jogaram no dragão.  O dragão ficou ainda mais bravo e começou a soltar mais fogo.  Os dois saíram correndo e viram um caçador, pediram ajuda, o caçador com sua espingarda deu um tiro no dragão que caiu no chão e morreu.
Passado o susto Wallace viu sua mãe que estava a sua procura, ele correu para abraçá-la.   Wallace convidou Guilherme para almoçar com ele, mas Guilherme achou melhor ir embora para sua casa.
Os dois nunca mais esqueceram essa aventura.

Texto produzido e ilustrado por: Guilherme e Wallace - alunos do 1º ano A - Ciclo II

quinta-feira, 24 de maio de 2012

AVENTURAS INESQUECÍVEIS

UM DIA BRUNA E BRUNO FOI AO PET SHOP PARA ADOTAR UM DOS ANIMAIS E O VENDEDOR DISSE:
VENHAM NA MINHA KOMBI, LÁ TEM MAIS ANIMAIS.
AS CRIANÇAS FORAM CORRENDO, PARA QUE OS ANIMAIS NÃO FUGISSEM, ELES ENTRARAM NO CARRO, E O VENDEDOR QUE ERA SEQUESTRADOR FECHOU A PORTA E AS CRIANÇAS GRITARAM:
SOCORRO, SOCORRO!                                                            
EVERTON UM HOMEM QUE PASSAVA POR ALI SALVOU AS CRIANÇAS E OS ANIMAIS. LEVOU AS CRIANÇAS PARA MICHELE A MÃE DELES E TAMBÉM OS ANIMAIS PARA UM ABRIGO, SE TORNANDO UM SUPER-HERÓI.
DEPOIS DE ALGUNS DIAS A MÃE DAS CRIANÇAS CASOU COM O SUPER-HERÓI E TEVE UMA FILHA CHAMADA GABRIELLY E TAMBÉM FICARAM COM UMA GATINHA CHAMADA DUQUESA.
UM DIA A FILHA CRESCEU E FOI ACAMPAR NA SELVA COM SEU PAI E SUA MÃE, GABRIELLY FOI ATACADA POR UM LEÃO E ELA COMEÇOU A GRITAR:
SOCORRO, SOCORRO, ME AJUDE PAI!
 QUANDO O EVERTON CHEGOU NÃO TINHA NINGUÉM.
NO OUTRO DIA ELE PROCUROU E  ACHOU ELA, MAS A GABRIELLY ESTAVA SEM FERIMENTOS NADANDO NO RIO. ELE PERGUNTOU COMO  VOCÊ CONSEGUIU ESCAPAR DAQUELE LEÃO?
 E ELA RESPONDEU:
—EU FUGI E SUBI EM UMA ÁRVORE, QUANDO ELE FOI EMBORA EU DESCI, MAS NÃO SABIA VOLTAR AO ACAMPAMENTO, ENTÃO RESOLVI NADAR UM POUCO NESSE RIO.
OS DOIS VOLTARAM PARA O ACAMPAMENTO E GABRIELLY CONTOU SUA AVENTURA.


TEXTO ESCRITO E ILUSTRADO POR:DIOGO SANTOS DE MELO E MILLENY REGINA DOS SANTOS. ALUNOS DO 1º ANO B - CICLO II

LUCAS NO PARQUE

UM DIA UM MENINO CHAMADO LUCAS FOI PASSEAR EM UM PARQUE, SOZINHO ESCONDIDO DA SUA MÃE. QUANDO BRINCAVA APARECEU UM HOMEM DESCONHECIDO CHAMADO ALEXANDRE, QUE OFERECEU PARA ELE UMA BALA.
O MENINO DISSE:
OBRIGADO, EU NÃO QUERO.
O GAROTO ESTAVA DESCONFIADO, FICOU COM MUITO MEDO DO HOMEM E PENSOU QUE FOSSE DESMAIAR, ALÉM DISSO, SUA MÃE HAVIA FALADO PARA QUE NÃO CONVERSASSE COM ESTRANHOS.
QUANDO FUGIA DO HOMEM, ENCONTROU UMA MULHER CHAMADA RAYANE, QUE TINHA CABELOS LISOS E MUITAS PINTINHAS NO ROSTO, QUE FALOU PARA ELE:
AINDA BEM QUE VOCÊ NÃO COMEU A BALA, PORQUE NA BALA HAVIA VENENO.
LUCAS FICOU ASSUSTADO, VOLTOU PARA CASA CORRENDO E CONTOU TUDO PARA SUA MÃE, QUE LIGOU PARA POLÍCIA E O HOMEM FOI PRESO.
E NUNCA MAIS LUCAS DESOBEDECEU A SUA MÃE, SAINDO DE CASA SEM PERMISSÃO.

TEXTO ESCRITO E ILUSTRADO POR: Oswaldo e Gabriel - ALUNOS DO 1º ANO B - CICLO II.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

UMA INCRÍVEL AVENTURA NA ILHA

Era uma vez um menino chamado Yuri que estava jogando futebol no quintal. O Yuri foi dar comida para o seu cachorro Rex. O Rex adora brincar de bola, mas isso dava um tédio no Yuri.
Quando chegava a noite, o Yurinão gostava, porque o Rex sempre latia e não o deixava dormir.
De repente um homem abriu a porta, pegou o Rex, colocou-o em uma sacola branca e saiu correndo para uma ilha. De manhã o Yuri acordou, viu a porta aberta e foi perguntar para sua mãe:
Mãe porque a porta está aberta?
E a mãe chorando respondeu:
Ai filho! O Rex foi embora. 
O Yuri desesperado falou:
Mas como mãe, ele foi embora?
Filho, um homem roubou o Rex essa noite.
O Yuri pegou a sua mochila colocou lá dentro: água, uma faca, pão, corda e uma coberta, porque ele já tinha percebido que ia dormir lá na ilha. Então ele saiu de casa e foi correndo para a ilha. A ilha era no meio do mar. Ele tinha que nadar. Nadou até cansar. E finalmente chegou à ilha, tomou um pouco de água. E encheu a garrafa no mar e foi em frente. A ilha estava cheia de folhas espinhosas. Então o Yuri pegou a sua faca e cortou as folhas espinhosas para poder andar e ele estava ouvindo alguns barulhos bem esquisitos e viu um homem na frente dele segurando uma sacola branca, mas
o Yuri não sabia o que tinha lá dentro e falou para o homem:
Qual é o seu nome?
O homem ficou quietinho na dele. E o Yuri falou:
O que tem dentro da sacola moço?
O homem responde parado:
Não interessa!
O homem deu um passo à frente, soltou a sacola e o que estava na sacola latiu. O Yuri percebeu que era o Rex e foi abrir a sacola. Mas o homem tirou uma faca do bolso e disse: Vem pegar logo o seu vira-lata!!!
E o Yuri pegou a sua faca e os dois lutaram muito.
O homem desistiu e saiu correndo, o Yuritirou o Rex da sacola e voltou para casa.
 Elese lembra desse dia como uma aventura na ilha, mas ele também se lembra que lutou até muito pelo seu cão de estimação.
Texto escrito e produzido por: Yuri Farias Rodrigues - aluno do 1º ano A - C iclo II

quinta-feira, 10 de maio de 2012

UMA JORNADA NA FLORESTA

Era um dia em uma floresta havia um homem chamado Roberto. Que tinha olhos verdes cabelo loiro e o seu cavalo chamado Bidu, que era branco.
Eles estavam acampando e fizeram uma fogueira armaram uma cabana e dormiram.
Ao amanhecer o cavalo sumiu, ele foi procurar na floresta, no caminho encontrou duas cobras, como ele estava com uma faca na cintura, puxou e tentou matá-las, foi picado por uma delas.
Ele conseguiu fugir, mas não agüentou a mordida das cobras e acabou desmaiando.
No dia seguinte alguns homens desconhecidos que passavam por ali, o levaram para o hospital, quando ele foi dispensado do hospital, foi procurar seu cavalo.
Ele encontrou um homem mal tratando o seu cavalo o homem já tinha mal tratado muitos animais chamou a policia e prenderam o homem, e acamparam sem preocupação.
No acampamento ele tomava banho de cachoeira com seu cavalo, comeu e conheceu muitas frutas, voltaram felizes e bem animados, prometendo um para o outro que, nunca mais iriam se separar.       

Texto escrito e ilustrado por: Guilherme dos Anjos e Vivian Galvão - alunos do 1º ano B - Ciclo II.